O Melhor dos Alunos

Monumento às três raças, por Fernanda Silva de Morais

Monumento às três raças, por Fernanda Silva de Morais, acadêmica do
curso de Arquitetura e Urbanismo da PUC Goiás

image1.jpeg

O Monumento às Três Raças é uma escultura localizada no centro da Praça Cívica Doutor Pedro Ludovico Teixeira, atração turística do Setor Central de Goiânia, capital do estado brasileiro de Goiás. Criado em 1968, ele é considerado o marco inicial na trajetória artística de sua idealizadora, a escultora Neusa Rodrigues Moraes (Goiás, Goiás, 1932 – Goiânia, 2004).
O monumento foi esculpido em bronze e granito, possui sete metros de altura e pesa aproximadamente 300 quilos.
A obra representa um tributo à raça brasileira. As três figuras levantando o marco simbolizam aqueles que ajudaram a construir a Capital. A idealização de homenagear a Capital no cinquentenário do Batismo Cultural foi do Rotary Club, entretanto o Governo Estadual e a Prefeitura de Municipal são parceiros nessa consolidação. A proposta do Rotary era homenagear o imigrante, porém a artista argumentou que seria válido homenagear também o negro e o índio, e a sugestão foi aceita. O Monumento à Goiânia é, certamente, um cartão postal dessa Capital.
Esse monumento é, atualmente, uma obra de arte pública aceita pela sociedade e sua imagem é cenário constante nos meios de comunicação. Entretanto, sua função principal de registrar a história de formação do povo goiano, ainda está presente na memória de nossa sociedade.

SENTIMENTO E EMOÇÃO
Quarta-feira de manhã, acordei cedo e peguei um ônibus para ir até a Praça Cívica. Durante o caminho, pude ir contemplando o entorno da praça até chegar no ponto de descida. O Monumento às Três Raças se encontra bem próximo, porém ainda precisei andar um pouco para chegar até ele.
A praça se encontrava vazia, calma, porém ao seu redor o fluxo de carro estava intenso, trânsito das sete horas da manhã. No caminho, de longe fui observando o monumento, centralizado, em destaque no meio da praça, bonito e realmente um símbolo da cidade.
Quando criança amava visitá-lo e tirar aquela típica foto sentada nas escadas. Me sentia tão pequena diante dele. Hoje, adulta, já não me sinto tão pequena, mas me senti triste, não pela obra em si, mas pela forma como ela se encontra hoje. É triste ver como as pessoas andam cuidando de um monumento que já possui mais de 50 anos, ou melhor, na verdade como não estão cuidando dele. Já fazia muitos anos desde a última vez que o vi de perto, Se encontra todo pichado, rabiscado com coisas obscenas, e seu pedestal estava repleto de lixo. Isso porque não faz muito tempo que a praça passou por reformas, inclusive o próprio monumento. Tudo isso mostra como são certas pessoas que vivem aqui na cidade, como elas tratam seus elementos históricos, não só o monumento, como também as edificações que se encontram na praça.
Apesar dos pesares, o monumento continua me emocionando.

REFERÊNCIAS
CABRAL, M.M.R. Monumento à Goiânia: Outro olhar sobre sua trajetória. Goiânia: UFG. SA.
FLEURY, B. O cinquentenário do “Monumento das três raças”, ou do “Monumento à Goiânia” ou “Os negrões da Praça Cívica”. 2018. Disponível em:
<https://www.opiniaopublica.net.br/o-cinquentenario-do-monumento-das-tres-racas-ou-do-monumento-goiania-ou-os-negroes-da-praca-civica/&gt;.
MONUMENTO às Três Raças. 2012. Disponível em: <https://www.guiadasemana.com.br/goiania/turismo/estabelecimento/monumento-as-tres-racas&gt;. Acesso: 28 mar. 2018.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s