O Melhor dos Alunos

A modernidade diante de Kandinsky e Burle Marx por Marina Fernandes

A modernidade diante de Kandinsky e Burle Marx, por Marina Fernandes, acadêmica de Design PUC Goiás.

Kandinsky foi pintor russo, pioneiro do Movimento Abstracionista. Seu jeito de ver o mundo é formado por cores fortes; não são objetos ou formas definidas. Ele sai do padrão, do real, e cria um novo jeito de ver o mundo, em que a luminosidade é o tema principal dos quadros. Assim, com formas diferentes e uso de muitas cores, o artista criou um mundo novo e não simplesmente uma forma diferente de ver a arte.
Assim como Kandinsky, Burle Marx, artista brasileiro, também criou um espaço diferente, por meio do paisagismo, pensando jardins que equivalem a obras de arte. Pensando na arquitetura, topografia, meio ambiente e principalmente arte, deu vida a jardins com espécies de plantas que jamais foram imaginados em um espaço como esse. Assim ele também criou seu próprio mundo através da natureza.
Por outro lado, o que Bauman chamou de modernidade liquida, onde tudo está em constante mudança, dando foco no consumo e dando a todos uma sensação de liberdade individual, está muito conectado com os “mundos” criados pelos dos artistas. Ambos transformam, cada um com sua ferramenta, algo já existente em um espaço ou tela únicos, diferentes, mostrando a liberdade que possuem.
O trabalho deles evidencia que nada é fixo, que o que criaram também está mudando, mas ao mesmo tempo mostra a individualidade, a criação de “lugares” próprios, só eles que entendem.

14 Burle-Marx-Edmundo-Cavanelas-garden
Residência Edmundo Cavanelas. Pedro do Rio. 1954. Oscar Niemeyer (casa) e Roberto Burle Marx (jardins).  Burle Marx criou um espaço diferente, pensando jardins que equivalem a obras de arte. Fonte: https://gardentravelhub.com/burle-marxs-other-gardens/
13 wassilykandinsky-tutt2527art254025281425292
Wassily Kandinsky, Paisagem romântica (1911).  Com formas diferentes e uso de muitas cores, o artista criou um mundo novo e não simplesmente uma forma diferente de ver a arte. Fonte: https://artillustris.wordpress.com/2013/05/08/kandinsky-5/

 

REFERÊNCIAS
CUNHA, Carolina. “Zygmunt Bauman: o pensamento do sociólogo da “modernidade líquida””. Disponível em <https://vestibular.uol.com.br/resumo-das-disciplinas/atualidades/zygmunt-bauman-o-pensamento-do-sociologo-da-modernidade-liquida.htm&gt;. Acesso em 30 de out de 2017.
BRAGA, Rômulo Cavalcanti. “Roberto Burle Marx: Um paisagista a frente do seu tempo”. Disponível em <http://pro.casa.abril.com.br/group/cronicasdoouroverde/forum/topics/roberto-burle-marx-um&gt;. Acesso em 30 de out de 2017.
OLEQUES, Liane Carvalho. “Kandinsky”. Disponível em <https://www.infoescola.com/artes/kandinsky/&gt;. Acesso em 30 de out de 2017.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s